fbpx

Cirurgia plástica e saúde mental: qual a relação entre essas duas coisas?

  • 14 de outubro de 2019

Erroneamente considerado por alguns como um procedimento fútil e sem necessidade aparente, os procedimentos plásticos com fins estéticos, além de atuarem na mudança de características físicas indesejadas, atuam também na melhoria da saúde emocional e mental do paciente.

Considerando diversos fatores, por vezes, uma característica estética indesejada no corpo de uma pessoa pode levá-la a desenvolver quadros de ansiedade que podem atingir a depressão. E nesses casos, somente a pessoa em questão sabe dos seus motivos para a necessidade de mudar uma característica física. Portanto, temos que respeitar.

Existem regiões, como o continente asiático, por exemplo, onde as cirurgias com fins estéticos são vistas com maus olhos. Como se a pessoa não tivesse o direito de mudar o próprio corpo.

Ainda, existe um equívoco comum de que procedimentos de cirurgia plástica são motivados apenas por questões estéticas, que o paciente deseja apenas parecer mais bonito e dentro dos padrões de beleza. Contudo, apesar das cirurgias plásticas com fins estéticos serem as mais procuradas, existem também as cirurgias reconstrutivas.

Essas, responsáveis por operar verdadeiros milagres na vida de pessoas que, por algum motivo, passaram por eventos traumáticos que acabaram deixando marcas e deformidades no corpo. Esse tipo de procedimento pode ter efeitos profundos não apenas na saúde física do indivíduo, mas também na qualidade da sua saúde mental.

Por exemplo, uma pessoa que passou por uma mastectómica devido a um câncer. A cirurgia de reconstrução das mamas permite que a mulher se sinta completa novamente, não tendo que lembrar diariamente da doença e de todo processo de sofrimento que ela provocou.

Dentro desse contexto fica evidente que procedimentos plásticos possuem várias nuances da motivação para fazê-lo. E dentro delas, se sentir bem consigo mesmo é o que mais importa.

Já se sentiu triste e inseguro devido a alguma característica do seu corpo que considera que poderia ser diferente? Compartilhe conosco seus anseios e frustrações relacionados ao tema do nosso artigo e vamos motivar outras pessoas. E não se esqueça de curtir e compartilhar o nosso conteúdo.

Compartilhe

Talvez você se interesse por: